4 melhores países para trabalhar no exterior

Quando pensamos em um bom destino para trabalhar no exterior, é natural que venha a nossa cabeça os Estados Unidos. Entretanto, o mundo é um lugar cheio de possibilidades e outros destinos podem ser extremamente interessantes para aqueles que pretendem encontrar um trabalho em outro país, sobretudo se ele for conjugado com uma experiência educacional.

Vamos conhecer agora 4 destes destinos.

1. Canadá

O Canadá é um dos países que, nos últimos anos, vem concedendo estímulos a quem pretende se aventurar por suas terras, principalmente, se seu objetivo for o aprimoramento acadêmico.

O primeiro passo é se matricular em uma instituição de ensino designada pelo governo local. Para que seja permitido trabalhar, é necessário realizar um curso com período mínimo de 6 meses, obtendo, assim, o visto de estudante. É importante ressaltar que os cursos devem ter um caráter profissional, ou seja, cursos de idiomas não entram nesse modelo.

De posse do visto, será permitido trabalhar normalmente, por um período de até 20 horas semanais. As melhores oportunidades estão relacionadas a atividades como babysitter, atendimento ao público, limpeza e serviços, sendo remuneradas com um salário entre 8 e 10 dólares canadenses por hora, algo entre 5 e 7 dólares americanos.

Se o curso em que se matriculou for realizado em faculdades, universidades ou nos chamados career colleges, é possível conseguir oportunidades de trabalho na própria instituição, em ocupações equivalentes aos nossos estágios.

2. Austrália

A Austrália pode ser uma ótima opção se você pretende conciliar um intercâmbio com oportunidades de trabalho. O primeiro passo é providenciar seu visto de estudante, concedido a aqueles que desejam estudar no país por mais de 14 semanas em uma instituição autorizada.

 

Com o visto emitido, será permitido ao estudante desempenhar atividades remuneradas no país em jornadas de até 40 horas quinzenais durante o período letivo e sem limitação de carga horária durante as férias.

A maior parte das oportunidades de emprego para estudantes está na área de atendimento ao público, au pair, hotelaria, vendas e comércio, a depender de seu nível de inglês. A remuneração gira em torno de 15 dólares australianos por hora, o correspondente a cerca de 10 dólares americanos.

3. Nova Zelândia

Além de ter em comum com a Austrália a receptividade a estrangeiros, a Nova Zelândia compartilha, também, algumas condições para o trabalho de estudantes estrangeiros no país.

Existem dois tipos de emissão de vistos para estudantes que se destinam ao país. Se o período de estudos for de até 3 meses, o visto não precisa ser solicitado com antecedência, sendo todo o seu trâmite realizado já na Nova Zelândia. Se o tempo de curso for superior a 3 meses, o visto deve ser solicitado online, antes do embarque.

Em relação às regras de trabalho, o que se aplica à Austrália se aplica, também, à Nova Zelândia. Só será permitido o trabalho de estudantes que cursarem atividades por um período superior a 14 semanas, sendo esta atividade restrita a 40 horas quinzenais e liberada durante o período de férias.

Se o período do curso for superior a 12 meses, será permitida uma jornada de trabalho integral. A remuneração  média é de 14 dólares neozelandeses por hora, o que corresponde a cerca de 10 dólares americanos.

4. Irlanda

Conhecido destino de brasileiros que pretendem estudar inglês na Europa, a Irlanda também é reconhecida por ser uma boa opção para aqueles que pretendem trabalhar durante o período de estudos.

Para ser permitido o exercício de alguma atividade remunerada, o estudante deve se matricular em cursos com duração mínima de 25 semanas. Com isso, ele poderá pleitear a emissão de um visto de 8 meses, sendo 6 meses para os estudos e 2 meses para férias.

Durante o período letivo, o estudante poderá trabalhar em jornadas de 20 horas semanais. Já no período de férias, sua atividade poderá ser ampliada para até 40 horas semanais.

A remuneração média é de 8,65 euros por hora e as ocupações que oferecem mais oportunidades são as de au pair, atendimento ao público e serviços.

Seja qual for a sua opção, trabalhar no exterior é uma excelente oportunidade para exercitar seu aprendizado durante o intercâmbio, bem como para auxiliar em seu custeio.

Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

0 Comentários

Por favor, entre para comentar.
Powered by Zendesk